Quinta-Feira, 25 de julho de 2024
Justiça no Interior

CAMAÇARI: Ministério Público abre inquérito sobre necessidade de proteção a ciganos após casos de assassinato

Foto: Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia abriu inquérito para apurar a necessidade de policiamento com a intenção de proteger pessoas de origem cigana em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Em portaria publicada na segunda-feira, 31, o procurador da República Fábio Conrado Loula informou a conversão de um procedimento inicial no inquérito.

O fato que alertou o MPF para a necessidade de proteção aos ciganos, foi que em menos de 24 horas, entre os dias 11 e 12 de janeiro, quatro ciganos foram assassinados em Camaçari e Dias D’Ávila, também na região metropolitana de Salvador, e um quinto foi morto em Santo Amaro, no Recôncavo. Os casos foram denunciados pelo Instituto Cigano do Brasil (ICB). Até o dia 31, não se sabe a autoria e a motivação dos crimes.

Devido aos casos, o ICB já protocolou um pedido de CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] na Assembleia Estadual da Bahia (Al-BA) para apurar os homicídios.  Segundo noticiado pelo portal Bahia Notícias, no ano passado, oito ciganos da mesma família morreram na região de Vitória da Conquista, no Sudoeste. O fato foi desencadeado após a morte de dois policiais militares.

As informações são do Bahia Notícias


COMPARTILHAR