Quarta-Feira, 22 de maio de 2024
Justiça no Interior

Lula cometeu infração eleitoral ao pedir votos para Boulos? Especialista Ademir Ismerim explica

Foto: Poder 360

Advogado eleitoralista é convidado para discutir caso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu votos para o pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (Psol) durante evento em comemoração ao Dia do Trabalho, realizado na última 4ª feira (1º de maio – 2024), em São Paulo. O ato contou com dinheiro da Petrobras, empresa estatal com ações listadas na bolsa –o que pode configurar crime eleitoral.

Para entender melhor, o justiça do interior convidou o especialista Dr. Ismerim Medina, Advogado Eleitoralista, para verificar se o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cometeu um crime eleitoral.

Segundo especialista, ouvido pelo Justiça do Interior a conduta do presidente se classifica como crime eleitoral. Em entrevista, Dr. Ismerim menciona que houve irregularidades.

Ele explica que “é preciso ter um cuidado com a pré-campanha porque ela não tem o mesmo viés que o da campanha eleitoral.”

Assim, o Advogado Eleitoralista afirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva “deve ser inelegível assim como o ex presidente Jair Bolsonaro (PL), isso deve ter o mesmo peso que da eleição passada.” E em relação ao pré-candidato Guilherme Boulos “o fato dele ter sido beneficiado, deve sofrer as penalidades impostas.” diz especialista.

Confira a entrevista completa na íntegra.

https://youtu.be/Z_0t90i-EME


COMPARTILHAR