Quinta-Feira, 30 de maio de 2024
Justiça no Interior

TRT5 elege nova Administração para o biênio 2021/2023

Fotomontagem obtida em arquivos de fotos do TRT5 feitas antes da pandemia – crédito: Fabrício Ferrarez e Sandro Chagas

Em sessão telepresencial realizada na segunda-feira, 30, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região elegeu a nova administração que comandará o TRT5 no biênio 2021/2023. Os desembargadores Débora Maria Lima Machado, Alcino Barbosa de Felizola Soares, Luíza Aparecida Oliveira Lomba e Léa Reis Nunes ocuparão, respectivamente, os cargos de presidente, vice-presidente, corregedora regional e vice-corregedora do Tribunal. A nova gestão vai tomar posse no próximo dia 5 de novembro. 

A desembargadora Débora Machado, eleita presidente do TRT5, agradeceu a todos que lhe confiaram o cargo. “Assumo o  compromisso de dar e fazer o meu melhor em prol de uma Justiça do Trabalho cada vez mais forte, unida e eficiente”. A magistrada elogiou também a desembargadora Dalila Andrade, atual presidente do Tribunal, principalmente por conta das iniciativas frente à pandemia, e parabenizou os demais integrantes da Administração.

Na mesma sessão foram escolhidos os ocupantes de outros importantes cargos no Tribunal (ver abaixo), também para o biênio 2021/2023.

Os desembargadores Edilton Meireles e Jéferson Muricy foram eleitos, por aclamação, para os cargos de diretor e vice-diretor da Escola Judicial, respectivamente. Também, por aclamação, os desembargadores Jéferson Alves Silva Muricy, Ana Paola Santos Machado Diniz e Rubem Dias do Nascimento Júnior vão integrar a Comissão de Vitaliciamento. 

Já a Comissão de Ética do Regional será composta pelos desembargadores Edilton Meireles de Oliveira Santos, Renato Mário Borges Simões e Rubem Dias do Nascimento. Para compor o Órgão Especial do Tribunal foram definidos, por aclamação, os nomes dos desembargadores Ivana Mércia Nilo de Magaldi e Renato Simões, como titulares, e dos desembargadores Edilton Meireles e Ana Paola Machado Diniz, como suplentes.

As informações são do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região


COMPARTILHAR