Quarta-Feira, 22 de maio de 2024
Justiça no Interior

TRF1 prorroga retorno às atividades presenciais

Foto: TRF1/Reprodução

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador federal Francisco de Assis Betti, acolheu a manifestação do Comitê Gestor de Crise (CGC) do Tribunal, e decidiu por manter o TRF1 na etapa avançada 1 (Resolução Presi 35/2021), com até 50% de pessoal em atividade presencial em suas unidades. A decisão foi publicada por meio da Decisão Presi 8/2022, desta segunda-feira, 17 de janeiro.

A medida também prorroga, a decisão do Plenário do Tribunal, no dia 11 de novembro de 2021, em que autoriza a Presidência a elaborar resolução dispondo sobre o retorno das atividades presenciais nos órgãos jurisdicionais do Tribunal – Turmas, Seções, Corte Especial, Conselho de Administração e Plenário, que aconteceria em fevereiro.

A decisão considerou a recomendação do CGC-TRF1 de adiar a retomada em razão do aumento de casos de Covid-19 em todo o país e do avanço da variante Ômicron. Soma-se a isso, o aumento no número de casos de influenza H3N2, e a sobrecarga do sistema de saúde nas redes pública e privada.

Também corroborou para a decisão, pedidos de seccionais para retorno a etapas anteriores e até de suspensão de atendimento presencial devido ao aumento vertiginoso dos casos confirmados de coronavírus no estado.

De acordo com o documento, o CGC-TRF1 entendeu que “não seria prudente para a segurança de magistrados, colaboradores, partes, advogados e público externo o retorno das atividades presenciais em fevereiro de 2022, em vista da situação de pandemia de covid e epidemia de influenza H3N2, com sérios reflexos no sistema de saúde e disponibilidade de leitos.

O Tribunal vai continuar monitorando a crise sanitária e ouvindo as seccionais da 1ª Região, por meio de seus Comitês setoriais de crise, para que informem a situação em cada localidade.

As informações são do TRF1


COMPARTILHAR