Quinta-Feira, 29 de maio de 2024
Justiça no Interior

Prêmio Jorge Lima vai escolher os melhores trabalhos produzidos sobre Reforma Trabalhista no Brasil

Foto: Angelino de Jesus/OAB-BA

Com o objetivo de homenagear o advogado Jorge Lima, a OAB-Bahia lançou, na quinta-feira, 24, o edital do Prêmio Jorge Lima de Direito do Trabalho. Em sua primeira edição, o prêmio contemplará os melhores trabalhos produzidos sobre o tema “Reforma Trabalhista no Brasil”. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo página do prêmio entre 23 de fevereiro e 10 de março.

Segundo a presidente da OAB-BA, Daniela Borges, a expectativa da iniciativa é eternizar a memória do colega, que marcou a história da advocacia e deixou saudade com sua partida prematura. “Além de ter nos inspirado, Jorginho foi uma referência para todos nós,  não só na Bahia, mas em todo Brasil. Muito querido entre os amigos, ele sempre se destacou pelo trabalho e competência”, pontuou.

O prêmio contemplará os três primeiros colocados com um iPhone 13 (1º lugar), Computador All in One Dell Inspiron 24 (2º lugar), e Notebook (3º lugar). A divulgação do resultado acontecerá no dia 12 de maio de 2022, em local a ser definido pela Seccional.

Uma vez realizada a inscrição, os trabalhos deverão ser enviados posteriormente, até o dia 1º de maio, pelo e-mail [email protected]. Para participar, a advogada ou advogado tem que estar adimplente com as anuidades e em pleno exercício profissional. 

Apesar de não concorrerem à premiação, estudantes e demais operadores do direito, como magistrados, procuradores e promotores, também poderão realizar inscrição e ter seus trabalhos divulgados em livros, revistas ou jornais vinculados à OAB-BA,  em caso de aprovação pela banca examinadora e a critério da própria OAB-BA.

Serão observados os seguintes critérios: se a temática é atual, relevante e contribui com o Direito e para a advocacia; se a linguagem é clara, bem como a correção vernacular; se o artigo tem boa estrutura textual: diálogo entre introdução, desenvolvimento e considerações finais; se o artigo é construído com boa argumentação jurídica;e se a bibliografia é atual e pertinente ao tema. 

CONFIRA O EDITAL

As informações são da OAB-BA 


COMPARTILHAR