Quarta-Feira, 22 de maio de 2024
Justiça no Interior

CNJ promove pesquisa sobre assédio e discriminação no âmbito do poder judiciário

Foto: Christina Morillo

O Conselho Nacional de Justiça  está realizando a Pesquisa Nacional sobre Assédio e Discriminação no âmbito do Poder Judiciário. A iniciativa tem por objetivo diagnosticar casos de assédio e/ou discriminação, eventualmente praticados contra magistrados, servidores, colaboradores e estagiários.

A pesquisa, que iniciou dia 22/11, pode ser respondida até o dia 17/12. Acesse a pesquisa no link. O estudo assegura o sigilo dos participantes, insira a senha YKGILQYZ (de uso exclusivo dos integrantes do PJBA) e participe.  

O levantamento é uma das ações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral, Sexual e da Discriminação no Poder Judiciário para acompanhar a implantação da Política Nacional nos tribunais. “De posse dessas informações poderemos avançar em relação a esse problema e dar o pontapé inicial para implementar e acompanhar as ações de prevenção e de combate ao assédio”, afirmou a conselheira Tânia Regina Silva Reckziegel, coordenadora do Comitê. 

O questionário será aplicado periodicamente, com a finalidade de levantar dados e relatos com o fim de acompanhar os índices de assédio e discriminação e as políticas adotadas pelos tribunais com o fim de prevenir e coibir essas práticas, de forma que de tempos em tempos possa ser feita uma análise comparativa entre o “antes” e o “depois”, identificar o que precisa melhorar, ser mantido e sugerir a adoção de políticas voltadas para a prevenção e combate ao assédio e discriminação.

As informações são do PJBA


COMPARTILHAR