Quinta-Feira, 30 de maio de 2024
Justiça no Interior

Camacã – Renúncia e disputa judicial movimentam cenário político local.

O cenário político em Camacã tem contornos diferentes após encaminhamentos processuais eleitorais.

Situação inusitada ocorre com a candidatura proposta pelo PDT, que teve em um primeiro momento os registros de NAILTON REIS COSTA e FABIANO BISPO LIMA VASCONCELOS, para prefeito e vice, deferidos, contudo, após a sentença, houve renúncia pelo candidato a vice, ao passo que Justiça Eleitoral entendeu que, como o prazo de substituição se esgotou em 26 de outubro, última segunda-feira, a chapa majoritária teria sucumbido, gerando, via de consequência, o indeferimento do pedido de registro também do candidato a prefeito, decisão essa mantida em sede de embargos declaratórios e publicada hoje, estando, portanto, em prazo de recurso.

Já o candidato ARILDO EVANGELISTA DOS SANTOS teve seu pedido registro impugnado por Coligação adversária que apresentou ação subscrita pelo advogado Thiago Santos Curvelo, alegando que as contas do exercício financeiro de 2016 teriam sido reprovadas pelo Legislativo Municipal.

A defesa de Arildo é promovida pela advogada Tâmara Medina que obteve liminar junto ao TJBA para sustar os efeitos da deliberação da Câmara, fato superveniente que interferiu diretamente no processo eleitoral, culminando com o deferimento do registro pelo Juiz Zonal, confirmada monocraticamente em sede de recurso.

Acompanhe aqui o desfecho final desses dois processos que prometem ditar o rumo das eleições 2020 em Camacã.

Fonte: TSE


COMPARTILHAR